Artigos com o tema:

Desenvolvimento Humano

Resumo: O presente trabalho teve como finalidade captar a importância da participação dos pais, em ambiente escolar, e procurar entender como esta concorre para a formação social da criança, que repercute em seu desenvolvimento, dentro do meio escolar. A metodologia de pesquisa elencada foi a de cunho bibliográfico, envolvendo a análise documental de diversos autores, dentro do campo da Psicologia, Filosofia, Psicanálise e Pedagogia. Também, foram pesquisados os conceitos históricos de educação, cultura e escola, sendo abordadas suas origens até as tradições atuais elencadas com a nossa sociedade. Objetivou-se, dentro do âmbito da pesquisa, mostrar a importância da escola e da família, em um cenário sócio-educacional, que fomenta o desenvolvimento e a formação social da criança, tendo sido mencionadas possíveis pontes de comunicação, entre estas esferas de convivência e subjetivação, que podem ser estabelecidas entre a escola e os pais. A família é o primeiro sistema em que o ser humano se insere, na sociedade, por meio do qual começa a estabelecer seu vínculo com o mundo. Esta possibilidade mostrou-se viável do ponto de vista da participação familiar e contexto escolar. Por sua vez, o papel da escola encontra-se alicerçado nas questões relacionais, na habilidade de lidar com o novo. Por isso, compete à escola tornar o indivíduo um cidadão capaz de exercer a sua cidadania, bem como reconhecer suas heranças socioculturais.

Palavras-chave: Educação, Família, Participação, Socialização.

Leia mais: A Participação da Família na Escola e as suas Implicações na Formação Social da Criança

Resumo: O apoio familiar ofertado na forma de amor, afeição, cuidado e suporte social faz a pessoa idosa acreditar que é amada e estimada, e esta atitude pode causar efeitos positivos em sua saúde. A pesquisa tem como objetivo analisar a importância do apoio familiar para o bem-estar da pessoa idosa, visando verificar a função do mesmo na vida da pessoa idosa, bem como esclarecer a importância dos vínculos familiares para esta fase da vida. A qualidade das relações sociais e familiares é um fator fundamental para garantir a saúde e o bem-estar da pessoa idosa. Trata-se de uma pesquisa descritiva de revisão de literatura, cujos dados foram coletados em fontes primárias e secundárias. Verificou-se que a função da família é oferecer proteção, afeto, intimidade e identidade social à pessoa idosa, e que o vínculo familiar tem consequências positivas na saúde, causando o bem-estar que se relaciona diretamente com a longevidade. Concluiu-se que o apoio familiar revela-se como um fator diferencial para quem vivencia a terceira idade, transmitindo à pessoa idosa segurança, amor e estima que se refletem no seu bem-estar. 

Palavras-chave: família, terceira idade, longevidade.

Leia mais: Envelhecimento e Apoio Familiar: Importância no Bem-Estar da Pessoa Idosa

Resumo: Esta pesquisa investiga a elaboração da resiliência dos idosos como força interna e bem-estar psicológico, naqueles que ainda vivenciam uma realidade significativa em seus contextos diários, bem como a contribuição da Psicologia para compreensão do comportamento, estilo e qualidade de vida da terceira idade, no processo de envelhecimento. Os últimos estudos, pesquisas, observações científicas e estatísticas demonstram que a população idosa cresce a cada dia. Objetivou-se, contudo apreender percepções, opiniões e sentimentos vivenciais de outrora como elementos de elaboração de força positiva interna frente a estressores, adversidades e mudanças, que de forma intensiva acontecem na idade idosa. A metodologia utilizada foi qualitativa, pois permitiu abordar dimensões da subjetividade dos sujeitos, que frequentam a Associação da Melhor Idade – AMI, do município de Ocara, analisados pela técnica de análise de conteúdo. Os resultados mostraram que o idoso elabora sua força positiva interna de acordo com o vivenciado ao longo da vida e a expõe conforme condições de saúde, interações sociais, convivência com familiares, entre outros. Concluiu-se que a resiliência psicológica dos idosos que participaram da pesquisa é melhor observada se a estes for oferecido ambiente, atividade e interação social adequada as suas limitações físicas e sociais e que a forma como cada idoso elabora sua resiliência, varia de indivíduo para indivíduo.

Palavras-chave: Idosos, Psicologia, Resiliência, Força positiva interna.      

Leia mais: A Resiliência dos Idosos da AMI e as Contribuições da Psicologia Quanto ao Processo de...

Resumo: O presente artigo apresenta uma revisão bibliográfica sobre conceitos gerais de Autismo e Síndrome de Asperger. Tem como objetivo apresentar de forma clara e sucinta definições sobre a temática, elencar as principais características de indivíduos com o transtorno, assim como verificar suas interações sociais, principalmente nos âmbitos familiar e escolar. A educação inclusiva para estes indivíduos também é verificada neste material.

Palavras-chave: Autismo. Síndrome de Asperger, Interações sociais, Educação inclusiva.

Leia mais: Autismo e Síndrome de Asperger: uma Visão Global

Resumo: A escola, desde a Educação Infantil, desempenha papel importante na formação do indivíduo. Mais do que um espaço para aprendizagem de conteúdos, a escola influencia de forma significativa a formação do sujeito. Dessa forma esta pesquisa tem como objetivo realizar uma análise a respeito da importância dos estímulos ambientais para o desenvolvimento da socialização e da afetividade no ambiente escolar. Os referenciais teóricos são Piaget, Vygotsky e Wallon. Para o alcance do objetivo desse estudo foi realizada uma pesquisa de campo exploratória com cinco questões fechadas e abertas, com sete professoras na rede particular de ensino na cidade de São Bernardo do Campo/SP, na Educação Infantil e Ensino Fundamental I e II. Os resultados encontrados foram satisfatórios, pois demonstram que as professoras reconhecem a importância do desenvolvimento afetivo e social para o desenvolvimento infantil.

Palavras-chave: Desenvolvimento, afetividade, socialização, psicopedagogia.

Leia mais: A Importância da Afetividade e da Socialização para o Desenvolvimento Infantil

1. Introdução

O entrelaçamento do ser humano com sua família, inicialmente é construído a partir do planejamento dos pais, o grau de envolvimento afetivo, onde é possível perceber idealizações desde o sexo, características físicas, até a profissionalização, ou seja, ao desejar ter um filho, os pais geralmente transferem para esse filho ainda planejado, seus desejos, frustrações ou expectativas. Ninguém deseja ou idealiza um filho com problemas e quando isto aparece dentro do âmbito familiar as reações são as mais diversas.

Leia mais: O Investimento da Família na Construção da Subjetividade da Criança com Autismo

Resumo: O presente artigo tem como objetivo analisar o jogo de computador “THE SIMS 3®” e verificar as possibilidades que este jogo permite para o desenvolvimento das habilidades sociais no sujeito que joga, potencializando para a aprendizagem. Para fundamentação, o artigo traz conceitos de Vygotsky, Winnicot, Mark Prensky e Lynn Alves. Vygotsky coloca que o jogo desenvolve a aprendizagem, pois atua na ZDP do indivíduo.  Winnicott corrobora a importância da brincadeira na constituição do sujeito. Mark Prensky e Lynn Alves contextualizam esta importância para as crianças nascidas na era digital. Para o psicopedagogo, o jogo digital pode ser entendido como mais uma ferramenta de atuação e para o sujeito que se encontra em prejuízo acadêmico, mais uma alternativa para desenvolver-se cognitivamente e despertar o aprendizado.      

Palavras-chave: Sujeito, Jogos digitais, Habilidades sociais, The Sims 3, Aprendizagem, Nativos digitais.

Leia mais: Uma Análise do Jogo “The Sims 3®” para o Desenvolvimento das Habilidades Sociais no Sujeito,...

Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo compreender o olhar do docente em relação à concepção de ensino construtivista. A pesquisa do tipo estudo de caso, com abordagem qualitativa, ocorreu com a participação de três docentes que durante um longo período de tempo, trabalharam a educação construtiva. O instrumento técnico utilizado foi o questionário e os dados coletados foram organizados em temáticas, resultantes de temas recorrentes ao construtivismo com base ao referencial teórico de autores renomados como: Becker (1993); Kamii (1992); Libâneo (1996); Saviani (1991); Weisz (2004); Luckesi (1995); Freire (1985); pesquisadores da Educação. O construtivismo tem como foco principal, as possibilidades de relação do indivíduo com o mundo e com os outros, para sua própria constituição e formação. Sendo assim, o docente que adota esta concepção de ensino fundamentam-se nas vivências do aluno, respeitando as suas individualidades para a sua construção do conhecimento. A pesquisa aponta que a concepção estudada é muito importante por valorizar o educando na construção do conhecimento, porém, os professores estão deixando de trabalhar, até mesmo por exigência dos pais que não entendem o tempo de aprendizado de seu filho, cobrando quantidade de conteúdos trabalhados, e desta forma, a escola retorna a concepção conservadora.

Palavras-chave: Educação Construtiva, Concepção de Ensino, Trabalho Docente.

Leia mais: Educação Construtiva: o Olhar do Docente em Relação a esta Concepção de Ensino