Artigos com o tema:

Psicologia Social

Resumo: Humanização e reintegração social são temas de grande relevância na atualidade, cada um em seu contexto próprio. Humanizar é a palavra de ordem dos hospitais, clínicas e postos de saúde da atualidade. Mas qual a necessidade de tornar humano o atendimento nestes lugares onde o objetivo principal é o bem-estar das pessoas? Será que as pessoas que atuam nestes locais esqueceram como tratar os humanos, ainda mais nas situações onde estes seres precisam sentir-se mais protegidos e úteis? E aos que estão presos? Não são humanos? Compreender a amplitude e aplicação desses conceitos nos leva a crer que, de alguma forma, ambos complementam-se dando margem a novas possibilidades no que diz respeito a “devolver” à sociedade a pessoa egressa do sistema prisional. Esse entendimento é decorrente das reflexões acerca das modificações que tem ocorrido desde a Constituição Federal de 1988, a qual estabelece saúde como dever do Estado e direito de qualquer cidadão. Considerando que a Organização Mundial de Saúde (OMS) define a saúde como "um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não somente ausência de afecções e enfermidades", por que não pensar em um processo de reintegração social a partir dos princípios da humanização?

Palavras-chave: Humanização, Reintegração Social, Sistema Prisional, Preso, Apenado.

Leia mais: Humanização: Contribuições para o Processo de Reintegração Social de Presos

Resumo: O presente artigo tem por objetivo apresentar “o sentimento da criança ou adolescente após o cancelamento da guarda provisória” realizado em um abrigo no município de Caratinga- MG. Foi realizada uma entrevista com duas meninas abrigadas após o cancelamento da guarda provisória, sendo uma adolescente de 16 anos e uma criança de 8 anos. A entrevista objetivou conhecer o sentimento dessas crianças após o cancelamento da guarda provisória e mais especificamente conhecer as consequências trazidas a essas crianças nesse processo. Embora se esperasse que as consequências fossem negativas, os resultados apresentaram uma controvérsia, visto a satisfação por parte das crianças em retornar ao abrigo, as mesmas afirmaram não terem se adaptado e vivido conflitos familiares, demonstrando satisfação no retorno ao abrigo, sendo essas consequências positivas à vida dessas crianças.

Palavras-chave: Criança, adoção, cancelamento da guarda provisória.

Leia mais: O Sentimento da Criança Após o Cancelamento da Guarda Provisória



Resumo: O artigo apresenta o conceito de representações sociais de meio ambiente, a partir do senso comum de determinado grupo social, os pedreiros da construção civil. Diante da problemática de poluição ambiental e social, um fator recorrente é da construção civil, sendo esta citada como à causadora de tais problemas. Pois, com o constante crescimento das construções no meio urbano e rural, normalmente ligadas ao desenvolvimento socioeconômico das regiões, espaços de áreas verdes estão sendo ocupados por casas, prédios e condomínios, modificando a paisagem. O estudo foi elaborado com o intuito de compreender qual é o significado de representação social e de meio ambiente para os pedreiros da construção civil.

Palavras-chave: Construção Civil, Meio Ambiente, Representação Social.

Leia mais: Representação Social de Meio Ambiente na Construção Civil

Resumo: O presente artigo discorre sobre a repercussão da traição na vida da mulher. Esse trabalho objetivou verificar a repercussão da traição na vida de mulheres que possuíam relacionamento amoroso. Como objetivos específicos, identificar os sentimentos vivenciados pelas mulheres após a separação; verificar os motivos apresentados às mulheres para a traição; analisar as decisões tomadas pelas mulheres para a vida a partir da ocorrência da traição e avaliar a recorrência da traição nos relacionamentos amorosos das mulheres. Utilizou-se no estudo a pesquisa qualitativa, com entrevista, e, como instrumento de coleta de dados o questionário semiestruturado. Como participantes tem-se quatro mulheres, de idades entre vinte e cinquenta anos, com base nesses dados complementamos a pesquisa utilizando uma análise de conteúdo de Bardin. A infidelidade é um tema muito complexo, que gera sentimentos e atitudes diferenciados em cada indivíduo. Contatou-se que algumas pessoas traem seus parceiros como forma de fortalecer seu ego, sua autoestima, outras traem para satisfazer algo que está incompleto na relação com o parceiro. Foi possível ainda identificar que, as participantes, inicialmente constituíram um vínculo amoroso com seus parceiros com o desejo de serem felizes, novas realizações pessoais e conjugais. Porém, com a ocorrência da traição vinda de seu parceiro, esses planos foram rompidos, gerando angústia, sofrimento, dor e baixa autoestima. Percebeu-se que essas mulheres devem enfrentar esse processo de perda, porque é necessário que a pessoa conviva com esses momentos de “luto”, para posteriormente se recuperar. Porém sabe-se que, esse processo não acontece de imediato, isso requer tempo e paciência.

Palavras-chave: Traição, Relacionamento amoroso, Autoestima.

Leia mais: Repercussão da Traição na Vida da Mulher

Resumo: O presente artigo tem como objetivo fazer uma discussão acerca da compreensão da vivencia da opressão,  no âmbito  da violência de gênero sob a visão da Gestalt-fenomenológica-existencial. Buscando compreender a origem da opressão feminina. Assim como a opressão e o existencialismo; a  opressão e a Gestalt-terapia e a opressão e fenomenologia.

Palavras-chave: opressão, gestalt-terapia, existencialismo, fenomenologia

Leia mais: Compreendendo, na Visão da Gestalt-Fenomenológica-Existencial, a Vivência da Opressão no Âmbito da...

Resumo: O presente artigo tem como objetivo, dentro do contexto da psicologia social, trazer à baila a discussão acerca da relação entre misoginia, patriarcalismo e violência de gênero. Nesse contexto, esclarecendo qual é o objeto da Psicologia Social, quais as consequências da conduta social. Tecendo uma compreensão do significado de gênero, relação de gênero e violência de gênero, assim como acerca do histórico de como foi construída a inferioridade feminina e a relação da misoginia com a violência de gênero.

Palavras-chaves: Misoginia, patriarcado, violência, gênero

Leia mais: Misoginia x Patriarcalismo e sua Relação com a Violência de Gênero

O texto pretende abordar mudanças que emergiram socialmente resultando em uma inversão de papéis e valores no percurso do desenvolvimento histórico, até os tempos pós – modernos, relatando suas características e influências na constituição subjetiva de cada indivíduo.

Leia mais: Sociedade Pós-Moderna: Relações Esvaziadas na Constituição de Produtos Humanos

Resumo: A depressão é um estado reduzido do funcionamento psicológico e mental, frequentemente associado ao sentimento de infelicidade. Existem muitos fatores que podem desencadear ou mesmo predispor ao aparecimento da depressão em idosos, todavia, a sintomatologia depressiva é pouco verificada e valorizada por parte dos profissionais de saúde. Sendo assim, este estudo teve por objetivo investigar a prevalência de depressão em idosos institucionalizados e identificar a prevalência de depressão por gênero e avaliar fatores agravantes na presença ou ausência das visitas de familiares destes idosos. A pesquisa foi realizada em uma instituição filantrópica, situada em um município do estado de Rondônia. O método utilizado foi a pesquisa de campo, com caráter quantitativo descritivo. A análise contextual da instituição e as técnicas de recolha e análise de dados foram feitas por meio de uma escala de depressão geriátrica (GDS) e um questionário com cinco questões, construído e aplicado pela autora do estudo juntamente com a instituição. O estudo demonstrou que todos os inquiridos possuíam um estado depressivo e constatou-se que, este estado depressivo é mais elevado no sexo feminino. Pode-se concluir uma possível relação entre maior índice de depressão e ausência do contato do idoso institucionalizado com familiares.

Palavras-chave: Depressão, Idosos, Prevalência, Institucionalização.

Leia mais: Prevalência de Depressão em Idosos Institucionalizados e sua Relação ao Suporte Familiar