O CEREST foi criado para atender aos trabalhadores vítimas de doenças ocasionadas pelo trabalho, além de atuar na área de prevenção das doenças. A implantação do centro é de extrema importância, uma vez que, a partir de agora, os trabalhadores contam com um espaço que oferece não só ajuda na solução de casos de acidentes ou doenças ocasionadas pelo trabalho, mas que também atua na área preventiva.

O CEREST é um serviço do Sistema Único de Saúde (SUS), cujas ações são desenvolvidas através da Secretaria Estadual da Saúde atendendo de maneira integral a saúde dos trabalhadores do Estado. Ele já existe a três anos (desde 2004). A equipe do CEREST é formada por psicólogo, médico, fonoaudiólogo, fisioterapeuta, enfermeiro, nutricionista, educador físico, assistente social, odontologo, advogado e engenheiro de segurança do trabalho, onde esta interage em multiprofissionalidade na intenção de promoção e prevenção da saúde e vigilância do trabalhador.

O papel do psicólogo dentro do CEREST é semelhante ao dos outros profissionais com suas especificidades. Ele está inserido em uma equipe multiprofissional no intuito de promover saúde e prevenir agravos. Ele atua em áreas na qual necessite ser dar atenção aos problemas não só orgânicos como também subjetivos. Para o psicólogo intervir em um determinado setor de trabalho, ele tem que acionar o empregador, assim que o diagnóstico é feito e as medidas para prevenir ou intervir serão tomadas, pois se prima pela qualidade do trabalho e de vida do trabalhador. O psicólogo no CEREST também promove o atendimento e investiga qual a real necessidade do trabalhador, em seguida ele é encaminhado para o profissional que atenda a necessidade deste trabalhador.   

    As doenças do trabalho são resultantes de uma condição de trabalho indevida, um exemplo é a “Ler” (Lesão por Esforço Repetitivo), como também uma jornada de trabalho muito longa e o trabalho muito exaustivo pode provocar o surgimento do stress no trabalhador. Toda e qualquer agravo a saúde que estiver relacionado ao ambiente de trabalho é considerado uma doença ocupacional ou de trabalho. E por existir doenças relacionadas a questões subjetivas e sociais se torna importante a presença do psicólogo em instituições como o CEREST.

    As doenças de trabalho são identificadas de acordo com suas especificidades, como alguns trabalhadores podem desenvolver “rouquidão”, outros podem desenvolver problemas auditivos ou visuais. Para se identificar tem que se ver a sintomatologia e o diagnóstico médico. Em seguida se averigua se o que está causando aquele agravo a saúde é o ambiente de trabalho.

    O CEREST desenvolve várias atividades para a promoção da saúde do trabalhador. Pelo menos uma vez por mês todos os profissionais que atuam no CEREST promovem uma ação educativa no CEREST. Essas atividades são divulgadas em empresas até transporte público. Eles também promovem essas atividades de acordo com a demanda que chega até eles, como também a própria empresa pode pedir que seja feita uma ação educativa com determinado assunto.