Artigos com o tema:

Psicologia Organizacional

Resumo: A inserção do jovem no mercado de trabalho é uma questão crucial para nossa sociedade. Portanto, o presente artigo foi realizado com o propósito de investigar sobre a influência do trabalho no desenvolvimento cognitivo dos adolescentes diante da existência da dicotomia relacionada aos benefícios e prejuízos ocasionados pela atividade profissional. O que este proporciona na construção de sua identidade. Pois atualmente o trabalho do adolescente tem sido questionado pela mídia, dando o enfoque aos prejuízos e ao trabalho infantil. Sendo a adolescência uma fase de transição, construção de personalidade, o trabalho possibilita o adolescente experienciar certos valores como o valor moral, sendo importante para um amadurecimento físico, cognitivo deste. Estando o trabalho tão ligado a nossa identidade que, “quando somos apresentados a uma pessoa, a pergunta mais imediata que fazemos” (SILVA, 2013).  Portanto, segundo o Decreto nº 5.598/2005  determinou a idade mínima prevista para o menor trabalhador é de 14 anos à 18 anos incompletos e uma jornada de trabalho de no máximo seis horas diárias.

Palavras chave: Adolescente. Trabalho. Qualidade de Vida

Leia mais: Benefícios Cognitivos na Inserção dos Adolescentes na Vida Profissional

Resumo: O clima organizacional é formado pelo grau de satisfação dos membros de uma empresa, sendo um elo conceitual de ligação entre o nível individual e o nível organizacional, onde o meio exerce influencia sobre a motivação. Buscando compreender melhor essa temática, desenvolveu-se esta pesquisa, que teve como objetivo geral identificar como o clima organizacional pode influenciar no desempenho profissional. Foram objetivos específicos: (a) caracterizar o clima organizacional; (b) apresentar estratégias que podem contribuir para a melhoria do clima de uma organização; (c) apontar os benefícios que podem ser auferidos com   a melhoria do clima organizacional. Como percurso metodológico, foi adotada a pesquisa bibliográfica, realizada em fontes secundárias disponíveis em meio físico   e virtual, priorizando-se os meios eletrônicos, que representam a democratização   do acesso às informações. Observou-se que o clima organizacional está  diretamente relacionado com a motivação do grupo, sendo resultado de várias dimensões, como a cultura, os valores, os costumes, as tradições e os propósitos que caracterizam uma organização. Foram identificadas algumas estratégias que contribuem para a criação de um clima organizacional satisfatório, sendo elas a motivação profissional; qualidade de vida no trabalho; qualidade do relacionamento interpessoal na equipe. Concluiu-se que o clima organizacional é o indicador do  grau de satisfação dos membros de uma empresa. Profissionais satisfeitos, motivados e com alta integração conseguem promover um clima organizacional  mais satisfatório.

Palavras-chave: Clima organizacional, Desempenho profissional, Motivação, Psicologia Organizacional.

Leia mais: A Influência do Clima Organizacional no Desempenho Profissional



Resumo: O estresse, considerado como uma resposta de adaptação do organismo é algo que vem se alastrando demasiadamente em diversas áreas da vida humana desencadeado por um conjunto de diversas transformações. No âmbito do trabalho, o estresse está em constante evidência, relacionado pelo elevado índice de pessoas que estão adoecendo e pelo despertar de muitas empresas que passam a perceber outros fatores ligados ao estresse, com impactos diretos nos custos. O objetivo deste artigo é realizar uma revisão bibliográfica, que se desenvolve a partir de material já elaborado, a respeito do estresse, sobretudo, na relação homem-trabalho, apontando as principais fontes potenciais do estresse e, por outro lado, que tipos de estratégias de enfrentamento podem ser utilizadas para reduzi-lo. Nesse sentido, por meio das pesquisas teóricas realizadas, notou-se que a sobrecarga de trabalho e problemas de relacionamento interpessoal são principais fontes estressoras relacionadas ao ambiente de trabalho, resultando até mesmo em consequências para a saúde e para a qualidade de vida. Com relação às estratégias de enfrentamento ao estresse, duas abordagens se mostram eficazes, segundo os estudos analisados, a abordagem individual e a abordagem organizacional. Porém, é conveniente enfatizar que o estresse nem sempre é algo negativo, pelo contrário, também é considerado como positivo, por isso, deve-se continuar essa discussão para permitir maior compreensão desse fator impactante tanto no ambiente organizacional, como na individualidade do ser humano.

Palavras-chave: estresse no trabalho, fontes potenciais, estratégias de enfrentamento.

Leia mais: Os Tempos, os Comportamentos e as Necessidades Mudaram: um Estudo Teórico Sobre estresse no...

Resumo: O objetivo do presente trabalho será descrever, a partir dos dados coletados e dos resultados obtidos, a importância da instrumentalização de conceitos teóricos e práticos sobre gestão de pessoas e propor, com isto, que novos estudos sejam realizados em pequenas e médias empresas dos mais variados setores. Um estudo foi realizado em uma pequena empresa no Estado de São Paulo, que atua no ramo de confecções de roupas infantis. Para a coleta dos dados foram realizadas entrevistas com os gestores e observações do espaço físico e linha de produção da empresa e, a partir dai, proposto um treinamento em gestão de pessoas com os dois gestores (sócios proprietários). O resultado foi que os gestores aceitaram a proposta do treinamento e, apesar do aparente desinteresse inicial diante dos temas apresentados, o treinamento, conforme foi sendo aplicado, foi criando interesse e participação por parte dos gestores.

Palavras-chave: Psicologia Organizacional. Gestão de pessoas. Treinamento, Pequena empresa.

Leia mais: Educação Corporativa em Gestão de Pessoas: Experiência de um Treinamento para Gestores em uma...

Resumo: A preparação adequada da força de trabalho das organizações para o seu afastamento do ambiente profissional, por ocasião da aposentadoria é uma função social que vem despertando interesse de muitas instituições públicas e privadas no Brasil e no mundo. O presente estudo teve como objetivo propiciar condições, aos pré-aposentados, de reflexão do processo de aposentadoria e ao mesmo tempo, resgatar a história de vida de cada um. Trata-se de um grupo vivencial, realizado com 5 funcionárias que atuam no Centro Estadual Especializado em Diagnóstico, Assistência e Pesquisa – CEDAP. Os instrumentos de coleta dos dados utilizados foram do tipo questionário, entrevista e encontros semanais. Com base nos dados, conclui-se que a intervenção permitiu a valorização do funcionário e construção de novos projetos de vida, além disso, trouxe esclarecimentos, troca de experiências e aproximação com as colegas de trabalho.

Palavras-chave: Preparação, Aposentadoria, Intervenção.

Leia mais: Programa de Preparação para Aposentadoria (PPA): em uma Unidade do Sistema Único de Saúde

Resumo: Este artigo busca demonstrar a pesquisa realizada sobre atendimento e a satisfação ao cliente aplicada na empresa M S P CUNHA - ME, localizada em Rio Branco – AC. que te como estudo conhecer o nível de qualidade do atendimento da empresa por meio da identificação do grau de satisfação do cliente que é acolhido pelos serviços da empresa. Convém anotar, também como ferramenta de avaliação, já que a partir da análise dos resultados, o autor apanhará possíveis pontos de melhoria do processo do atendimento, vislumbrando ainda mais o conteúdo do trabalho. Constatou-se que a qualidade é uma das ferramentas mais importantes ao sucesso das organizações diante aos seus clientes e concorrentes, principalmente quando ponderamos em atendimento ao cliente. Essa análise, foi desempenhada uma pesquisa de autores que versam sobre o tema em destaque, focando na importância de um atendimento com qualidade e as vantagens que isso proporciona não só ao cliente satisfeito, mas sobretudo a organização. Em seguida foi aludida a metodologia destacando os métodos e os instrumentos que foram utilizadas na elaboração do trabalho.

Palavras-chave: Qualidade, Atendimento, Organização, Satisfação do Cliente  

Leia mais: Atendimento e Satisfação do Cliente

Resumo: Este artigo pretende tratar do excesso de trabalho e os males advindos desse excesso para a vida pessoal, como a anulação e postergação dos planos que não envolvam a atividade profissional propriamente dita. O artigo vai abordar o trabalho desde os primórdios de sua história, como requisito básico para a sobrevivência, até os dias de hoje, como meio também de realização pessoal. Trata da importância do trabalho para a manutenção da vida e a evolução das necessidades básicas. Discutem-se as diversas ocupações diárias das pessoas como a grande responsável pela qualidade de vida, interferindo nas aspirações pessoais e diretamente na saúde física, mental. Aponta-se o aumento de proporção importante daqueles que se rendem de forma integral ao trabalho, não se permitindo usar o tempo de descanso e/ou lazer, acarretando stress e danos à saúde que, sem ajuda profissional, podem ser irreversíveis. Foram descritos alguns relatos de pacientes que levam a perceber a problemática do excesso de trabalho na vida cotidiana das pessoas. Conclui-se que a vida profissional faz parte da vida pessoal, repercutindo uma área na outra, e que ambas precisam ser vividas com certos limites a fim de que uma não seja prejudicial à outra.

Palavras-chave: Trabalho, Vida pessoal, Stress, Saúde do trabalhador, Psicologia Organizacional.

Leia mais: Dedicação em Tempo Integral ao Trabalho X Vida Pessoal

Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo compreender a importância do Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho. A pesquisa do tipo estudo de caso, com abordagem qualitativa, ocorreu com a participação de seis colaboradoras com diferentes funções, que com muito carinho, responderam ao questionário, pois foi este o instrumento técnico utilizado para a coleta de dados, onde o mesmo foi organizado por temáticas resultantes de temas recorrentes a relação interpessoal com base ao referencial teórico de autores renomados como: Chiavenato (2002); Lucena (1990); Romão (2002); Gonçalves (2009); Bom Sucesso (1997); Costa (2002), entre outros. O Relacionamento Interpessoal é um conceito da área da sociologia e psicologia que significa uma relação entre duas ou mais pessoas. Este tipo de relacionamento é marcado pelo contexto onde ele está inserido, podendo ser um contexto familiar, escolar, de trabalho ou de comunidade. O relacionamento interpessoal é fundamental em qualquer organização, são as pessoas que movem os negócios, estão por trás dos números, lucros e todo bom resultado, daí a importância de se investir nas relações humanas. Estimulando as Relações Interpessoais todos saem ganhando, a empresa em forma de produtividade e os colaboradores em forma de autoconhecimento o que agrega valores em sua carreira e em sua relação com a família e a sociedade.

Palavras-chave: Relação Interpessoal, Ambiente de Trabalho, Relações Humanas.

Leia mais: A Importância da Relação Interpessoal no Ambiente de Trabalho