Artigos com o tema:

Psicologia Escolar

1. Introdução

Em primeira instância, é importante salientar que este projeto de intervenção visa um breve ensaio para a disciplina de Estágio Básico III (que será posto em prática no 7° período do curso de Psicologia, podendo o projeto ser alterado em algumas de suas perspectivas, já que permite esta flexibilidade em sua aplicação). Tendo em vista nesta atual disciplina de Psicologia Educacional alguns teóricos e suas metodologias de "ensino/aprendizagem" juntamente com as informações adquiridas na escola campo de observação, vemos o quanto se faz necessário um psicólogo escolar/educacional agindo juntamente com a equipe pedagógica e gestora por uma meta em comum, a de proporcionar o bem-estar dos educandos e consequentemente afetar seu desempenho e desenvolvimento mediante as expectativas esperadas também pela instituição.

Leia mais: Afetividade e Aprendizagem: a Função do Psicólogo Escolar como Facilitador entre Professor x...

Resumo: Considerando que a educação visa o crescimento e desenvolvimento em qualquer estádio da vida do ser humano, o objetivo desse estudo é elucidar, quais são as principais dificuldades enfrentadas no Brasil quanto ao processo de educação. Trata-se de uma revisão bibliográfica em artigos científicos e livros, onde apontam problemáticas que perpassam desde a má formação do profissional, desvalorização da classe de professores, falta de estrutura nas escolas, acomodação dos alunos frente à busca do conhecimento e adequação de um novo método de ensino na sociedade atual.

Palavras-chave: Processo de educação, Entraves, Sociedade atual.

Leia mais: Os Entraves da Educação no Brasil



Resumo: O objetivo deste estudo é investigar a utilização de jogos no processo de alfabetização no primeiro ano da educação infantil, na qual ele aparece como recurso facilitador ao aluno com dificuldades de aprendizagem auxiliando no processo de letramento e agindo como um recurso que direciona o ensino da leitura e escrita na alfabetização, investigou-se como ocorre o processo de alfabetização e letramento, identificando a importância dos jogos nesses processos, a fim de compreender a importância dos jogos e discutir a partir da pesquisa de campo como os jogos são utilizados nas práticas pedagógicas. A metodologia utilizada para a realização desta pesquisa é qualitativa e bibliográfica, temos como referencial teórico os seguintes autores: Ana Teberosky, Emília Ferreiro, Kishimoto entre outros. Nos resultados as professoras salientam a necessidade de se estabelecer a relação entre o concreto e o lúdico, pois, nessa idade a criança constrói conceitos jogando. Como foi demonstrado neste trabalho, através de jogos é possível que o aluno supere a fusão inicial do objeto com o significado, que se traduz na aquisição da leitura e escrita pela diferenciação do símbolo e do significado dos jogos.

Palavras-chave: Alfabetização, Aprendizagem, Jogos, Letramento.

Leia mais: Alfabetização na Perspectiva do Letramento: a Importância dos Jogos no Processo de Alfabetização...

1. Introdução

Somos seres singulares e com subjetividades distintas, principalmente no que se refere ao modo de compreender, pensar e expressar algo. Cada um de nós, temos um tempo de processamento de informação diversificado, e este fator é concomitantemente alterado quando englobamos aspectos ambientais, emocionais e afetivos do indivíduo em formação.

Leia mais: Dificuldades de Aprendizagem: Um Olhar Pedagógico e Psicológico sob a Perspectiva de...

O Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é identificado por um conjunto de sintomas, manifestados comumente em crianças e adolescentes, como a desatenção, hiperatividade e impulsividade.  Ele vem ocorrendo em uma taxa de 3 a 5% das crianças em torno do mundo, onde em mais da metade dos casos registrados o transtorno acompanha o individuo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos.

Leia mais: Transtornos e Comorbidades aos Prejuízos na Aprendizagem

Resumo: Este artigo apresenta uma opinião a cerca da educação brasileira enfatizando a qualidade do ensino público no Brasil e visa contribuir para a reflexão sobre os índices de desenvolvimento intelectual e de alfabetização. Tem como referência o contexto sócio histórico que influenciaram a construção dos conceitos em questão. O trabalho estrutura-se inicialmente na visão de Karl Mannheim sobre educação relacionando-o com o sistema atual de educação no país. A análise do tema mostra que embora os conceitos e pensamentos talvez ainda sejam limitados para expressar a extensão da educação brasileira, podem ser de grande utilidade para estabelecer melhorias no âmbito operacional no sentido de orientar projetos políticos pedagógicos que possam contribuir para o ensino na atualidade. Para tanto, utilizou-se uma pesquisa bibliográfica e descritiva nos índices da educação brasileira. 

Palavras-chave: Educação, Desenvolvimento educacional,  Karl Mannheim.

Leia mais: A Qualidade do Ensino Público no Brasil

Resumo: Este artigo tem como tema Importância da Afetividade na relação professor-aluno. Onde será possível apontar oportunidades que educadores e futuros educadores poderão ter ao estudar e analisar a educação, a fim de poder em sua realidade educacional ser colaborador convicto de suas realizações  através de suas ações. Teremos como base, teóricos que esclarecerão relações afetivas e colocarão este relacionamento como um desafio para os educadores, devendo estes agir de forma que expressem o seu interesse pelo crescimento dos alunos, assim, respeitando suas individualidades, criando um ambiente mais agradável e propício para a aprendizagem. As informações obtidas mostrarão que a aprendizagem depende muito do relacionamento afetivo que o professor tem com o aluno, pautado em respeito, autonomia, compreensão e carinho entre ambos.

Palavras-chave: Afetividade, Aprendizagem, Importância, Professor-aluno, Relação, Respeito.

Leia mais: Importância da Afetividade na Relação Professor-Aluno

Resumo: A partir de observações feitas no decorrer do estágio em Psicologia Escolar, foram pontuados nesse texto, problemas relacionados à indisciplina nas escolas, na tentativa de propor um olhar ampliado para as tantas possibilidades que desencadeiam comportamentos considerados indisciplinados, descentralizando a indisciplina apenas como problema do aluno e refletir sobre o trabalho e as intervenções propostas pela Psicologia escolar.

Leia mais: Novos Olhares sobre a Indisciplina Escolar