Artigos com o tema:

Psicologia da Saúde

Resumo: Para que uma criança possa se desenvolver física e psicologicamente de maneira saudável, além de um ambiente propício, a presença e atuação da família se tornam indispensáveis. Não existe forma de falar sobre figura paterna sem relacionar todos os membros da família, pai e mãe são e sempre serão distintos, mas a função de um complementa a do outro. O presente artigo busca compreender qual a real importância da figura paterna e qual seu impacto no desenvolvimento emocional e de personalidade de um indivíduo, por meio de entrevista com 22 participantes, divididos igualmente em dois grupos caracterizados pela presença ou ausência paterna durante seu desenvolvimento. Também, foi aplicado aos mesmos o teste psicológico Bateria Fatorial de Personalidade de Nunes, Hutz e Nunes (2010), para verificar as características da personalidade dos participantes, dentro do modelo dos Cinco Grandes Fatores. Percebeu-se como as diferentes configurações familiares irão impactar emocionalmente no desenvolvimento dos filhos, possibilitando o surgimento de algumas características como baixa autoestima, insegurança e dependência, assim como relacionamentos sociais fragilizados. Ainda, compreende-se que a separação dos pais não necessariamente precise ser sinônimo de ausência paterna, já que muitas vezes a convivência entre pais e filhos melhora após o divórcio.

Palavras-chaves: Desenvolvimento. Personalidade. Figura paterna.

Leia mais: O Impacto da Figura Paterna no Desenvolvimento Emocional e da Personalidade dos Filhos

Resumo: O presente trabalho teve como objetivo identificar o nível de estresse em vinte alunas do oitavo semestre do curso de Psicologia em uma universidade da zona metropolitana de São Paulo, período da manhã, assim, levantando dados para uma possível correlação das atividades acadêmicas com o estresse. Para a obtenção dos resultados utilizou a Tabela de Tomas Holmes e Escala de Hamilton e constatou-se que uma baixa quantidade de horas de lazer e situações externas estressoras ocorridas dentro do período acadêmico podem possibilitar o aumento do nível de estresse de forma mais acentuada que a grande quantidade de horas dedicadas aos estudos.

Palavras-chave: Estresse. Estudantes. Universitárias.

Leia mais: Nível de Estresse em Estudantes do Curso de Psicologia e sua Relação com as Atividades Acadêmicas



Resumo: Com o avanço da medicina, a luta contra doenças potencialmente fatais e a própria morte tem se estendido cada vez mais, prolongando a vida, e por vezes o sofrimento de pacientes que já não apresentam possibilidade de cura. Essa nova realidade, atrelada ao envelhecimento populacional que ocasiona o aumento das doenças crônicas, tem demandado uma busca de novas práticas pelos profissionais da área da saúde. Esse modelo de atenção e cuidado com a vida e o indivíduo é conhecido como Cuidados Paliativos. Sabe-se, desde o início da pesquisa, que não há muitas referências que especifiquem o papel do psicólogo em um programa de cuidados paliativos. Sendo esta defasagem quanto ao papel da categoria nessa forma de intervenção, um dos motivadores da idealização desta pesquisa. Desse modo, espera-se que o estudo sobre o referido tema ofereça alguns elementos que contribuam para o estabelecimento de diretrizes no campo psicológico dos cuidados paliativos, bem como para o aprimoramento das práticas do profissional de psicologia como membro integrante da equipe multiprofissional. Equipe esta que oferece o suporte necessário para se estabelecer, dentro do possível, a qualidade de vida de pacientes com prognóstico clínico desfavorável.

Palavras-chave: Cuidados Paliativos, Psicologia, Morte, Adoecimento.

Leia mais: O Psicólogo e o  Morrer: como Integrar a Psicologia na Equipe de Cuidados Paliativos numa...

Resumo: O diagnóstico de um transtorno do neurodesenvolvimento como o do espectro autista implica em muitas mudanças no âmbito familiar, especialmente na vida da mãe, a principal cuidadora, a qual sente diretamente os impactos e a sobrecarga resultantes da dependência constante do filho, tornando-se alvo de maior estresse. Desta forma, o presente trabalho tem como objetivo apresentar os impactos psicossociais vivenciados pela mãe de crianças diagnosticadas com transtorno do espectro autista (TEA). Para isso, foi realizada uma pesquisa bibliográfica, buscando conhecer, do ponto de vista teórico, como as pesquisas e estudos têm abordado as expectativas da mãe em relação ao filho antes e após o nascimento, as implicações psicossociais do autismo na vida da mãe, além de buscar, identificar as estratégias de enfrentamento das dificuldades vivenciadas. A fim de atingir o objetivo estabelecido, iniciou-se por trazer informações para compreender o transtorno, explicando os comportamentos da criança e como a mãe é afetada ao ter um filho autista. Com isso, concluiu-se que a mãe, por ser a pessoa que passa o tempo integral cuidando do filho, é quem mais sofre impactos psicossociais, muitas vezes não contanto com um suporte adequado, o que interfere na qualidade de vida da mãe. Para minimizar esses impactos, faz-se necessário o desenvolvimento de prática interventivas, resgatar a identidade que assistam essas mães, contribuindo para o resgate e reconstrução identidade, auxiliando na ressignificação da mãe-mulher.

Palavras-chave: Transtorno do Espectro Autista, Impacto Materno, Estresse, Estratégias de Enfrentamento.

Leia mais: Impactos Psicossociais na Mãe de Crianças Autistas

Resumo: Este trabalho aborda a importância da arte como método terapêutico. Para isso, foi feito um breve resgate da história da loucura em consonância comas artes, demonstrando as diferentes bases do tratamento disponibilizado a tais pacientes. Ressaltando como a forma de tratamento está intimamente relacionada à maneira como a loucura era percebida em cada época, como também que esta, em seu conceito e terapêutica foi objeto de estudo ao longo dos anos. Além disso, o artigo abordar a discussão acerca da relação entre os distúrbios mentais e a o potencial criativo dos pacientes portadores dos mesmos, com base em pesquisas recentes e estudos que sustentam essa íntima relação, bem como os paradigmas e controvérsias que a cercam, além de relacionar esses estudos e pareceres à adoção da arte como alternativa e complemento terapêutico e aos novos olhares sob os quais os portadores de sofrimento mental possam ser observados pela sociedade que o cerca.

Palavras-chave: Loucura, Arte, Terapia, Reforma Psiquiátrica, Integralização, Esquizofrenia, Criatividade.

Leia mais: A Relevância da Arte como Terapia para Pacientes Portadores de Sofrimento Mental no Século XXI -...

Resumo: A dor de cabeça é um achado frequente na clínica medica e psicológica e possui os mais diversos reflexos no cotidiano do paciente. A cefaleia tensional é um dos tipos mais frequentes de dor de cabeça. Nesta revisão são discutidas as relações das cefaleias classificadas como primárias com a depressão, a ansiedade e o estresse. Com vista a grande variedade de fatores desencadeantes e agravantes dos quadros de cefaleia, se faz necessária uma relação multidisciplinar no tratamento do paciente.

Palavras-chaves: Cefaleia, tensional, Estresse, Mulheres, Depressão.

Leia mais: Psicopatologia Associada à Cefaleia Tensional Crônica

Resumo: Trata-se de uma revisão de artigos literários que tem como objetivo abordar as relações e manifestações causadas entre pacientes infantis portadores de enfermidade neoplásica e os seus respectivos cuidadores, caracterizados como sendo a família. A pesquisa foi realizada nas bases de dados LILACS, PubMed, SciELO e outros, onde utilizou-se os descritores: sobrecarga do cuidador, neoplasia, criança, família, saúde psicológica e física. Foram obtidos 12 artigos, publicados entre 2011 e 2015. O estudo das referentes publicações permitiu o desenvolvimento e a formação de análises acerca dos meios e das formas dos impactos causados no cuidador, bem como a visualização e descrição dessa sobrecarga, que se caracterizam por longos períodos de hospitalização, internações frequentes, além de uma terapêutica agressiva no portador dessa patologia, evidenciando a necessidade de atenção aos referidos familiares envolvidos no cuidado e também no peso emocional, físico e financeiro. Dessa forma, deixa-se claro os prejuízos à saúde do cuidador mesmo com o crescente avanço tecnológico no diagnóstico e tratamento de câncer  que, atualmente, tem permitido uma qualidade de vida e até mesmo a cura desta enfermidade.

Palavras-chave: Sobrecarga do cuidador, Neoplasia, Criança, Família, Saúde psicológica e física.

Leia mais: A Repercussão e a Necessidade de Apoio aos Cuidadores de Crianças com Câncer Devido a Sobrecarga...

Resumo: Esse estudo tem como objetivo analisar os impactos psicológicos do diagnóstico e tratamento de câncer de colo uterino. Trata-se de uma revisão bibliográfica a partir da seleção de artigos anteriores que se utilizaram de pesquisas descritivas para a coleta de dados. Através da realização do estudo pôde-se perceber alterações biopsicossociais, sendo o choque do diagnóstico e os resultados do tratamento os principais fatores responsáveis por desencadear as alterações psicológicas apresentadas. A análise destacou ainda, a importância da assistência de profissionais da saúde e familiar durante o tratamento e recuperação do paciente, na tentativa de promover o cuidado e apoio nesse momento de extrema fragilidade.

Palavras-chaves: Câncer de Colo de Útero, Impactos Psicológicos, Tratamento, Diagnóstico, Assistência médica.

Leia mais: Impactos Psicológicos Resultantes do Diagnóstico e Tratamento do Câncer de Colo de Útero